Conceito Oficial de Naturologia


"A Naturologia é um conhecimento transdisciplinar que atua em um campo igualmente transdisciplinar. Caracteriza-se por uma abordagem integral na área da saúde pela relação de interagência do ser humano consigo, com o próximo e com o meio ambiente, com o objetivo de promoção, manutenção e recuperação da saúde e da qualidade de vida." (I Fórum Conceitual de Naturologia, 11/2009 - SC)

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Banho de balde: ofurô para os pequeninos!

O banho de ofurô ou banho de balde é uma experiência nova para a maioria das mães e muito relaxante para os pequeninos.
Pode ser utilizado como banho de higiene também, mas o mais comum é utilizá-lo como momento de relaxamento para os bebês.
Nessa hora valem as mesmas regalias que um adulto tem no seu banho relaxante.. aromas, chás, água morninha e até uma musiquinha ambiente se achar conveniente - mas sempre com orientação de um profissional qualificado para avaliar as necessidades do bebê, já que é muito mais sensível do que os adultos.
Existem marcas próprias para o banho de balde, mas muitas vezes não são fáceis de encontrar. Então não é por isso que você deixará seu bebê sem essa experiência maravilhosa. A mamãe pode utilizar um balde (de plástico de primeiro uso, prefira os transparentes e sem corantes) adequado ao tamanho do bebê e lixá-lo por dentro para tirar quaisquer lasquinhas que possam ter ficado durante a fabricação. O balde deve ser de uso EXCLUSIVO para o bebê, se necessário cole um adesivo para todos saberem que aquele balde não poderá ser utilizado para limpeza doméstica ou outros fins, ele é SÓ do bebê.
O balde DEVE ficar apoiado no chão, de preferência em cima de um material antiderrapante e por mais segura que a imagem passe, de forma alguma deve-se deixar o bebê sozinho. SEMPRE alguém acompanhando e se necessário, quando muito pequenino, apoiando a mão no pescocinho e a cabeça do bebê que ainda não consegue se sustentar sozinha.

No mais, aproveite este momento para curtir seu bebê.. ele se sentirá como no útero, em um ambiente quentinho, confortável e com a presença da mamãe e também do papai.
Além de relaxar e proporcionar uma noite de sono tranquila, o banho de balde ajuda, e muito, a aliviar as cólicas dos bebês, comuns neste período de amadurecimento.

Abaixo selecionei uma matéria do G1 sobre o banho de balde.


Mães recorrem a banho de ofurô para acalmar bebês
Criança fica imersa em balde para reproduzir posição uterina. Água deve cobrir o corpo do bebê deixando só a cabeça para fora.

O nascimento e a chegada repentina a um mundo completamente diferente pode não ser tão agradável para todos os bebês. Então, nada melhor do que um banho quentinho que lembre a barriga da mamãe. É isso o que propõe o ofurô para bebês: um banho dado dentro de um balde, com o bebê imerso e na posição vertical.
“No útero da mãe o bebê estava na água, encolhido e acolhido, com o calor da mãe, e a banheira tradicional deixa esse bebê com a barriga para cima, que é a posição mais desagradável. A proposta do ofurô é fazer com que ele resgate um pouco o que sentia na barriga da mãe e se acalme”, diz Ana Cristina Duarte, coordenadora do Grupo de Apoio à Maternidade Ativa (Gama).
Segundo o pediatra e neonatologista Carlos Eduardo Correa, o banho de ofurô não tem contra-indicação e pode ser dado em bebês de qualquer idade, desde o seu nascimento. “O banho só traz benefícios para a criança e é um grande estímulo pela relação que o bebê tem com a água”, diz Correa.
A fisioterapeuta Regiane Albertini de Carvalho, mãe de Rafael, de 4 meses, recorre ao banho desde que seu filho tinha apenas 1 mês. "O Rafael já é uma criança calma, mas ele gosta muito do banho. Costumo dar o banho convencional e à noite, antes de dormir, o banho no balde para que ele se acalme e brinque um pouco", diz ao G1.
Regiane conheceu o banho por meio da indicação de uma amiga e hoje recomenda. "Utilizo um balde especial, que é feito com um plástico mais resistente", afirma.

Como deve ser o ofurô

Os pais devem aquecer a água entre 37 e 38 graus, na quantidade suficiente para cobrir o corpo do bebê deixando só a cabeça para fora da água. Corrêa recomenda que o bebê esteja enrolado em um tecido limpo para reproduzir a posição em que a criança ficava no útero. Outra dica do especialista é que o banho seja realizado, se possível, no escuro e em silêncio.
“Esse é um banho em que os pais devem estar atentos o tempo todo e o bebê pode ficar no balde até que a água comece a esfriar. É importante que a mãe apoie a cabeça do bebê durante o banho”, diz Ana Cristina. Segundo ela, por estar sempre assistido pela mão, o bebê pode inclusive dormir durante o banho.

Fonte: G1

1 Comentários:

Mariana Viana disse...

Que foto mais linda!!!!!!!!
E bem legal o post... Vamos ter bebê logo para experimentar isso... Rs...
Beijos!!!

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos! Obrigada e volte sempre!