Conceito Oficial de Naturologia


"A Naturologia é um conhecimento transdisciplinar que atua em um campo igualmente transdisciplinar. Caracteriza-se por uma abordagem integral na área da saúde pela relação de interagência do ser humano consigo, com o próximo e com o meio ambiente, com o objetivo de promoção, manutenção e recuperação da saúde e da qualidade de vida." (I Fórum Conceitual de Naturologia, 11/2009 - SC)

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Um outro olhar sobre a Menopausa..

Para a maioria das mulheres, os sintomas que anunciam a chegada da menopausa são recebidos com preocupação e até mesmo tristeza. É como se a fertilidade estivesse indo embora. Do ponto de vista fisiológico, essas mudanças ocorrem de fato, já que o organismo deixa de ovular e a ausência dos hormônios provoca sintomas desconfortáveis e deixa a mulher sujeita a doenças.

Na prática, a menopausa e o climatério podem significar um novo período na vida da mulher, onde passará a ter mais tempo para si e para as coisas que gosta. A aceitação natural dessa fase de vida permitirá que a mulher se dê o direito de observar melhor seu corpo e possa dedicar a ela própria, cuidados que até então só dedicava aos outros. É uma fase rica de reconhecimento e convívio com o território do corpo e da alma.

A grande maioria das mulheres sofre apenas de sintomas suportáveis da menopausa, que podem ser reduzidos com alimentação adequada, caminhadas e atividade física, equilíbrio emocional e o uso de terapias complementares, a exemplo dos Florais, Massagens, Acupuntura e Fitoterapia que indica plantas que produzem substâncias naturais com ação semelhante ao hormônio feminino, mais conhecidas como fitohormônios.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Alimentação: Qualidade para a saúde integral!


A saúde integral contempla não só a ausência de doenças, mas o bem-estar integral do indivíduo. Chamamos de saúde integral porque considera todos os aspectos do ser humano, o físico, emocional, mental e energético.

Além das terapias que atuam como ferramenta para atingir esse bem-estar é essencial ao indivíduo a educação de novos hábitos saudáveis de vida como atividade física, sono regular, espiritualidade e também alimentação saudável.

Quando falamos em alimentação do ponto de vista da Naturologia, nos direcionamos à uma dieta qualitativa em que os alimentos possual qualidades nutricionais e também possibilitem a prevenção e o tratamento de doenças, como os alimentos funcionais.

Alimentos funcionais são, de acordo com o Comitê de Alimentos e Nutrição do IOM, qualquer alimento ou ingrediente que possa proporcionar um benefício à saúde, além dos nutrientes tradicionais (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais) que ele contém. Inúmeras pesquisas estão sendo desenvolvidas para comprovar os benefícios de certos alimentos à saúde do ser humano como, por exemplo, o tomate que é rico em uma substância chamada "licopeno" que previne em até 50% do câncer de próstata.

De uma maneira geral, procure introduzir alimentos integrais (aqueles que n"ao passaram pelo processo de refinamento, mantendo a integridade dos nutrientes) e os orgânicos (aqueles cultivados - vegetais - ou criados - animais - sem o uso de fertilizantes, agrotóxicos e antibióticos de origem químico-sintética, hormônios e produtos transgênicos).

domingo, 13 de setembro de 2009

Fitoterapia: o uso das plantas medicinais!


A Fitoterapia é uma das terapias naturais mais conhecidas e é utilizada através de chás, xaropes, tinturas, extratos, cataplasmas, banhos, entre outras modalidades.

As plantas medicinais são utilizadas desde os primórdios da civilização e sempre representaram para a humanidade um valioso recurso curativo.

Nossos ancestrais entravam em contato com os vegetais, percebiam seu valor, experimentavam seu poder, determinavam seu uso, e o conhecimento era repassado de geração em geração. Por maior identificação e interesse, alguns membros das antigas comunidades desenvolveram e aprimoraram os seus conhecimentos tornando-se referências como curandeiros, pagés, xamãs, fitoterapeutas, médicos e especialistas.

Com a vinda da escrita, iniciou-se o registro nos tratados que passaram a ser debatidos nas escolas de terapia, surgindo as comunidades terapêuticas e criando os hospitais. Os mais antigos registros de uso de plantas medicinais foram encontrados na Índia, Egito e China.

Hoje, a Fitoterapia é uma ferramenta eficaz com seu reconhecimento de cura comprovado pelo meio científico e seu uso é bastante popular entre as pessoas e profissionais da área da saúde. A idéia de que as plantas medicinais não contém contra-indicações é errada, e é fundamental o acompanhamento de um profissional qualificado para alertar sobre uso correto, indicações, contra-indicações e reações.

A indicação de um fitoterápico deve ser cuidadosa, respeitando a saúde do indivíduo e selecionando a planta ou erva mais adequada para a situação. Só com um tratamento adequado é que podemos nos beneficiar das plantas medicinais de forma saudável, atingindo nosso bem-estar integral.

domingo, 6 de setembro de 2009

Naturologia, a ciência da saúde integral!

A Naturologia busca promover, manter e recuperar saúde do ser humano de forma integral, baseando-se em métodos milenares de condutas terapêuticas como a Medicina Tradicional Chinesa, Ayurvédica e Xamânica.

Por muito tempo "saúde" foi definida como ausência de doença. Hoje a Organização Mundial da Saúde define "saúde" como um estado de completo bem estar físico, mental e emocional, e não apenas a ausência de doença.

A Naturologia utiliza a promoção da saúde e qualidade de vida como um de seus pilares, aliado às noções de prevenção de doenças e do tratamento através das práticas naturais. O Naturólogo promove a educação em saúde construindo uma relação terapêutica que fortaleça a autonomia do indivíduo e o convida a refletir sobre seu papel ativo na terapia em busca da sua qualidade de vida.

A abordagem terapêutica da saúde integral considera os aspectos físicos, mentais e emocionais do individuo, suas relações sociais e com o meio ambiente, seus hábitos alimentares, de atividade física, qualidade do sono, lazer e comportamento preventivo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), reconhece o uso das terapias complementares e integrativas em benefício do bem estar físico, mental e emocional e qualidade de vida. As terapias não objetivam substituir a medicina convencional e também não são alternativas, mas complementares aos cuidados da saúde e podem também trabalhar de forma integrada a equipes interdisciplinares agregando qualidade nos resultados esperados.

O curso de graduação de Naturologia Aplicada é uma proposta inovadora na área da saúde que surgiu pioneiramente em 1998. O bacharel em Naturologia Aplicada é capacitado a utilizar terapias complementares e integrativas como Massoterapia, Reflexoterapia, Hidroterapia, Geoterapia, Fitoterapia, Florais, Aromaterapia, etc; além promover atividades de educação em saúde em empresas, clínicas, spas, casas de repouso e demais estabelecimentos.

Acupuntura: A acupuntura é uma técnica de tratamento e prevenção de doenças que consiste no estímulo de determinados pontos localizados da superfície da pele por todo o corpo. Podem ser utilizados neste processo agulhas, stipers, esferas, ventosas, massagens, e até o calor proveniente da queima da moxa, preparada à partir da erva artemísia, técnica conhecida como moxabustão.
A acupuntura é eficiente para dores em geral, especialmente do aparelho músculo-esquelético, enxaqueca, insônia, distúrbios menstruais, gastrite, distúrbios respiratórios (sinusite, asma, etc.), stress, distúrbios hormonais, paralisia facial, incontinência urinária, entre outros.

Aromaterapia: É a utilização das propriedades terapêuticas dos óleos essenciais e pode serimplantada em diferentes situações da vida moderna, através de cremes de massagem, óleos de banho, cremes hidratantes, xampús, sabonetes, uso de aromatizador pessoal, aromatizador de ambientes, tônicos para pele, dentre outros usos.

Fitoterapia: A Fitoterapia utiliza as plantas e ervas medicinais para fins terapêuticos através de chás, xaropes, tinturas, banhos, compressas, cremes, sabonetes, xampús dentre outros usos. Esta é a prática natural mais conhecida e difundida na atualidade e possui grande aceitação e reconhecimento pela população e demais profissionais da área da saúde.

Florais: São essências florais que auxiliam a equilibrar as emoções diante das diferentes situações do dia-a-dia. Foram inicialmente criados por Dr. Edward Bach no sistema de Florais de Bach porém, hoje existem também outros sistemas onde cada essência floral é indicada a uma situação específica, promovendo estados positivos e melhorando a qualidade de vida do indivíduo.

Geoterapia: É a utilização da argila para fins terapêuticos. Na argila há três principais componentes geológicos: o quartzo, a mica e o feldspato, e além dos componentes geológicos, contém também componentes químicos: a sílica, o alumínio, o ferro, o cálcio, o potássio, o magnésio e o titânio, que proporcionam inúmeros benefícios ao ser humano. A Geoterapia pode ser utilizada em banhos, cataplasmas, compressas, massagens, dentre outros usos.

Hidroterapia: A Hidroterapia utiliza a água como ferramenta terapêutica para tratar e prevenir desequilíbrios. É utilizada através de banhos parciais e completos, duchas, compressas, vaporização, ingestão, dentre outras. Não se têm evidências de quando a água foi utilizada pela primeira vez de forma terapêutica, porém sabe-se que Hipócrates já utilizava (460-375 a.C.) banhos para curar doenças.

Massoterapia:
Consiste em um conjunto de manobras e técnic
as específicas realizadas nos tecidos moles do corpo com finalidade terapêutica. A massoterapia é muito difundida por aliviar dores musculares, tensões e ter sua grande ação sobre as circulações sanguínea e linfática. Além disso, através do estímulo do toque, há liberação de endorfinas, o que proporciona uma sensação de bem estar e relaxamento.

Reflexologia: é uma uma técnica específica de pressão em pontos reflexos precisos localizados nos pés e mãos, com base na premissa de que áreas reflexas correspondem a todas as partes do corpo. É muito eficiente para prevenção e promoção de saúde durante as diferentes fases da vida.

Drenagem linfática: é uma massagem suave e lenta, que ajuda a reduzir a retenção de líquido no corpo. É indicada para reduzir edemas e linfedemas, gestantes que apresentem sintomas de típicos de inchaço na gravidez, diminuir a retenção de líquidos, melhorar a circulação sanguínea (varizes e microvarizes), melhorar o funcionamento dos intestinos, efeitos estéticos (acne, rejuvenescimento, celulite, pré e pós cirurgia plástica, edema palpebral), relaxamento e bem-estar, entre outros.

Talassoterapia: A palavra Talassoterapia deriva do grego, Thalassa = mar e therapia = terapia. Esta prática natural utiliza os elementos marinhos (água marinha, sal marinho, algas, brisa, etc.) como ferramenta terapêutica. Esses elementos marinhos são ricos em minerais (cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ferro, sódio, enxofre, cloro e iodo) e oligoelementos (zinco, cobre, manganês, cromo, selênio, molibdênio, flúor e o cobalto) que proporcionam muitos benefícios à saúde. A talassoterapia é realizada através de banhos, compressas, chás, cataplasmas, vaporização, alimentação, dentre outros usos.

Trofoterapia: U
tiliza orientação alimentar através dos alimentos naturais, integrais e orgânicos (cultivados livre de adubos sintéticos e agrotóxicos) que auxiliam na melhora da resistência do organismo às doenças, regenerando o corpo e prevenindo osteoporose, anemia, doenças cardiovasculares, hipertensão, obesidade, diabetes, gota, câncer e desnutrição. Saber alimentar-se é condição indispensável para ser saudável.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Os Florais e a Gestante


A gestação é um momento único na vida da mulher. É uma fase de plenitude, beleza interior e realização. Contudo, é também um período de grandes mudanças físicas, emocionais, mentais e espirituais. Tudo está em transformação: emoções, hormônios, o corpo, a mulher em relação a si mesma, ao companheiro, à sociedade, ao trabalho, etc., e manter o equilíbrio nessa fase nem sempre é fácil.

A gravidez é um momento de alegria, um momento mágico de belas transformações. Inevitavelmente surgem algumas dúvidas, temores, anseios, fantasias, inseguranças, oscilações de humor, irritabilidade, impaciência entre outros sentimentos. O equilíbrio emocional da mãe reflete e influencia diretamente o bebê e, por isso é importante ter o acolhimento e apoio do parceiro, dos familiares, amigos, trocar experiência com outras grávidas, cuidar do corpo, da mente, das emoções e do espírito.

A Terapia Floral é uma grande aliada para manter o equilíbrio durante a gestação, à medida que proporciona segurança para lidar com todas estas mudanças, aumenta a capacidade de adaptação e dá energia para enfrentar os desafios. Uma boa orientação, médica e naturológica com a utilização dos Florais durante a gravidez, ajuda a futura mamãe a entender e lidar melhor com o “turbilhão” de emoções que irá enfrentar ao longo dos meses da gestação.

As Essências Florais atuam promovendo atitudes positivas e tratam a gestante e sua condição emocional. Ajuda a gestante reduzir os níveis de ansiedade, irritabilidade, medo em relação ao parto, à vida futura e fortalecer o elo com o bebê durante a gestação. Atua também melhorando a auto-estima, harmonizando os estados oscilantes de humor, equilibrando as emoções e tranqüilizando os pensamentos.

Os Florais podem ser utilizados juntamente com outras medicações ou complementando o tratamento convencional.

Além da futura mamãe, os bebês também se beneficiam do tratamento floral, estejam eles ainda na barriga no período gestacional e pré-parto, e na hora do parto e no período pós-parto, facilitando a adaptação do bebê ao novo mundo em que acabou de chegar!